• Rodrigo Ghiggi

Ostentação nas Redes Sociais!

Em 2017, o entendimento da Justiça do Trabalho de Mato Grosso garantiu que fotos publicadas no Facebook pudessem ser usadas como provas em um processo. Publicações de uma mulher que contratou os serviços de uma diarista e não pagou foram utilizadas para demonstrar que ela tinha boas condições de vida e que deveria pagar as quantias devidas. A magistrada que julgou o caso citou algumas fotos nas quais a patroa aparece com mega hair, procedimento cujo valor de mercado é bem mais alto que as faxinas. Considerou ainda registros nos quais a contratante aparece comemorando o próprio aniversário. Conheça o caso: http://bit.ly/FotosFaceProvas. Post originalmente publicado em setembro de 2017.


Fonte: CNJ


0 visualização